Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Música’ Category

Miedo

Tienen miedo del amor y no saber amar
Tienen miedo de la sombra y miedo de la luz
Tienen miedo de pedir y miedo de callar
Miedo que da miedo del miedo que da

Tienen miedo de subir y miedo de bajar
Tienen miedo de la noche y miedo del azul
Tienen miedo de escupir y miedo de aguantar
Miedo que da miedo del miedo que da

El miedo es una sombra que el temor no esquiva
El miedo es una trampa que atrapó al amor
El miedo es la palanca que apagó la vida
El miedo es una grieta que agrandó el dolor

Tenho medo de gente e de solidão
Tenho medo da vida e medo de morrer
Tenho medo de ficar e medo de escapulir
Medo que dá medo do medo que dá

Tenho medo de acender e medo de apagar
Tenho medo de esperar e medo de partir
Tenho medo de correr e medo de cair
Medo que dá medo do medo que dá

O medo é uma linha que separa o mundo
O medo é uma casa aonde ninguém vai
O medo é como um laço que se aperta em nós
O medo é uma força que não me deixa andar

Tienen miedo de reir y miedo de llorar
Tienen miedo de encontrarse y miedo de no ser
Tienen miedo de decir y miedo de escuchar
Miedo que da miedo del miedo que da

Tenho medo de parar e medo de avançar
Tenho medo de amarrar e medo de quebrar
Tenho medo de exigir e medo de deixar
Medo que dá medo do medo que dá

O medo é uma sombra que o temor não desvia
O medo é uma armadilha que pegou o amor
O medo é uma chave, que apagou a vida
O medo é uma brecha que fez crescer a dor

El miedo es una raya que separa el mundo
El miedo es una casa donde nadie va
El miedo es como un lazo que se apierta en nudo
El miedo es una fuerza que me impide andar

Medo de olhar no fundo
Medo de dobrar a esquina
Medo de ficar no escuro
De passar em branco, de cruzar a linha
Medo de se achar sozinho
De perder a rédea, a pose e o prumo
Medo de pedir arrego, medo de vagar sem rumo

Medo estampado na cara ou escondido no porão
O medo circulando nas veias
Ou em rota de colisão
O medo é do Deus ou do demo
É ordem ou é confusão
O medo é medonho, o medo domina
O medo é a medida da indecisão

Medo de fechar a cara
Medo de encarar
Medo de calar a boca
Medo de escutar
Medo de passar a perna
Medo de cair
Medo de fazer de conta
Medo de dormir
Medo de se arrepender
Medo de deixar por fazer
Medo de se amargurar pelo que não se fez
Medo de perder a vez

Medo de fugir da raia na hora H
Medo de morrer na praia depois de beber o mar
Medo… que dá medo do medo que dá
Medo… que dá medo do medo que dá

Composição: Pedro Guerra/Lenine/Robney Assis

Anúncios

Read Full Post »

Miedo

Nunca mais joguei nenhuma música por aqui. A lista anda parada. Eu estou meio parado com a música, estou parado com os livros, estou parado com muitas coisas. Mas estou bem com as mais importantes, estou muito bem. Pra tentar voltar com o som por aqui, minha musa novamente [Julieta Venegas], cantando ao lado de nosso grande Lenine.

Read Full Post »

Imagine-se consigo mesmo em um barco em um rio
com árvores de tangerina e céus de marmelada
Alguém te chama, você responde muito lentamente
Uma garota com olhos de caleidoscópio
Flores de celofane amarelas e verdes
Elevadas sobre a sua cabeça
Procure pela garota com o sol em seus olhos
E ela se foi
Lucy no céu com diamantes
Lucy no céu com diamantes
Lucy no céu com diamantes
Siga-a abaixo em uma ponte através de uma fonte
Onde pessoas de balanço de cavalinho comem tortas de marshmallow
Todos sorriem enquanto você é levado através das flores
Que crescem tão inacreditavelmente alto
Táxis de jornal aparecem à margem do rio
Esperando pra te levar
Suba na traseira com sua cabeça nas nuvens
E você se foi
Lucy no céu com diamantes
Lucy no céu com diamantes
Lucy no céu com diamantes
Imagine você mesmo em um trem numa estação
Com porteiros de massa-de-modelar com gravatas de espelho
De repente alguém está lá na catraca
A garota com olhos de caleidoscópio
Lucy no céu com diamantes
Lucy no céu com diamantes
Lucy no céu com diamantes

Read Full Post »

#3

E na nossa terceira posição, Carinhoso. Essa, creio eu, será nossa unica música não apresentada pelo compositor. Por um motivo bem simples, essa música juntamente com a voz que vocês irão ouvir são um complemento do outro. Não existe dúvida sobre isso. Pixiguinha é um mago da música, e Carinhoso é de uma melodia fantástica. Então… o “Cantor das Multidões”:

Read Full Post »

Ontem eu assisti ao concerto do Quarteto de Brasília, com composições de Guerra-Peixe e Claudio Santoro [Música Brasileira do século XX]. Eu amei o Guerra-Peixe, a história dele com a música popular brasileira e o folclore nacional resultou em belíssimas obras, como o Canto de Iemanjá [se não me falha a memória o nome é esse e tenho procurado exaustivamente na internet e não tenho encontrado] ou composições não tão nacionalistas, mas fantásticas como o Allegretto com moto [Quarteto nº 2]. O Santoro também é magnífico, só vou dizer uma coisa, foi regente dessa galera: Filarmônica de Leningrado, Estatal de Moscou, RIAS (Berlim), ORTF (Paris), Ossodre (Montevidéu), Beethovenhalle Bonn, Sinfônica da Rádio de Praga, Filarmônica de Bucareste, Pro Art (Londres), Île de France (Paris), Sinfônica da Rádio de Leipzig, Sinfônica de Magdeburg, Filarmônica de Varsóvia. Sobre o grupo Quarteto de Brasília, chegaram até a cidade através do projeto Sonora Brasil, do Sesc, e após as apresentações os grupos participam de um bate-papo com o público, e o grupo foi extremamente atencioso conosco, são artistas de uma qualidade única. Vou deixar vocês ao som do Allegretto com moto já citado, música que me levou a adquirir dois cd’s do quarteto.

Read Full Post »

Layla

A melhor parte de ir exibindo música por música dessa lista, é que eu vou descobrindo bandas excelentes e que como de outras vezes me martirizo por nunca ter ouvido nenhuma música delas. Afinal como posso amar Blues, e o Clapton e nunca ter escutado nada da banda Derek and the Dominos? Motivo suficiente para eu levar mil chibatadas e um banho do etílico e sal grosso depois. A música presente na posição 27, Layla é definida por um simples adjetivo: perfeita. É sério, o Eric, todos sabemos, é um dos melhores guitarristas que já pisaram neste mundo de tantos mortais. E não “desmerecendo” os outros integrantes, afinal são todos fantásticos, mas vocês já sabem que minha maior paixão é pela guitarra. Vamos com a música e chega de lero-lero. Com vocês, Layla:

Read Full Post »

É pau, é pedra

Amo muito essa música, presente na segunda posição das 100 melhores músicas brasileiras. Mas acho que não deveria estar aqui, eu colocaria ela duas posições abaixo ainda, tenho outras duas música que ocupariam o segundo e terceiro lugar. Não que essa não mereça essa posição, merece sim, mas outras merecem um pouco mais. Não vou perder mais tempo. Com vocês Águas de Março, com Elis e Tom:

Read Full Post »

Older Posts »